Filme brasileiro disputa a Palma de Ouro, em Cannes

Kleber Mendonça Filho, diretor do premiado “Aquarius”, está concorrendo a Palma de Ouro, ao lado de Juliano Dornelles, que dirige ao seu lado o filme “Bacurau“, estrelado por Sonia braga.

A Palma de Ouro será entregue na 72ª edição do Festival de Cannes, que ocorre entre os dias 14 e 25 de maio na França. Alain Delon, ator francês de 83 anos, será o principal homenageado da edição.

Os brasileiros disputarão com outros 18 filmes, incluindo produções dirigidas por Pedro Almodóvar e Xavier Dolan. “Aquarius” concorreu em 2016 e também contava com Sonia Braga no elenco.

Sobre o filme

Bacurau (gíria carioca para definir o ônibus que roda toda a madrugada e também o nome de um passarinho) no filme é o nome um pequeno povoado do sertão brasileiro. Após a morte de Dona Carmelita, aos 94 anos, os moradores de percebem que a comunidade não está mais nos mapas. A produção é uma grande crítica social.

E mais…

Além do filme brasileiro uma coprodução do artesão Marco Bellocchio com os Irmãos Gullane, de São Paulo, “O traidor”, com Maria Fernanda Cândido e Luciano Quirino, concorre ao prêmio pela Itália. Maria vive uma das mulheres do mafioso Tommaso Buschetta.

Lista dos filmes indicados

“The Dead Don’t Die”, de Jim Jarmusch (Estados Unidos)
“Dolor y gloria”, de Pedro Almodóvar (Espanha)
“O traidor”, de Marco Bellocchio (Itália)
“The Wild Goose Lake”, de Diao Yinan (China)
“Parasite”, de Bong Joon Ho (Coreia do Sul)
“Le jeune Ahmed”, de Jean-Pierre e Luc Dardenne (Bélgica)
“Roubaix, une lumière”, de Arnaud Desplechin (França)
“Atlantic”, de Mati Diop (França/Senegal)
“Matthias & Maxime”, de Xavier Dolan (Canadá)
“Little Joe”, de Jessica Hausner (Áustria)
“Sorry we missed you”, de Ken Loach (Grã-Bretanha)
“Les Misérables”, de Ladj Ly (França)
“A hidden life”, de Terrence Malick (Estados Unidos)
“Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles (Brasil)
“The Gomera” (The Whistlers), de Corneliu Porumboiu (Romênia)
“Frankie”, de Ira Sachs (Estados Unidos)
“Portrait de la jeune fille en feu”, de Céline Sciamma (França)
“It must be heaven”, do Elia Suleiman (Palestina)
“Sibyl”, de Justine Triet (França)

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

Sobre o autor

David Denis Lobão