Teatro J. Safra comemora cinco anos com o show ‘Deus É Mulher’, de Elza Soares

Uma das maiores personalidades da história da música popular brasileira, Elza Soares, sobe ao palco do Teatro J. Safra na próxima sexta-feira, 11 de janeiro, para o empoderado show “Deus É Mulher”. Em única apresentação, as canções do espetáculo denunciam – segundo o material de divulgação – e propõem alternativas para as mazelas sociais amplamente discutidas atualmente.

O show, homônimo ao disco que foi indicado ao Grammy Latino de “Melhor Álbum da Música Brasileira”, apresenta 11 músicas que transitam por diversos gêneros, como samba, frevo, rock, pop, bossa, rap e eletrônico. As faixas trazem de volta o samba punk paulistano, mas com a presença de timbres arrojados, ruídos, distorções, dissonâncias e discutem em suas letras uma mensagem sociopolítica de modo explícito. “Acho que nesse momento o Brasil merece um disco assim, ousado, sem papas na língua, sem medo de dizer palavrão, de dizer o que pensa, ao que veio”, explica Elza no material de divulgação.

Sob a direção de Pedro Loureiro e Juliano Almeida e direção musical de Guilherme Kastrup, o show “Deus É Mulher” apresenta composições de nomes como Pedro Luís e Tulipa, Douglas Germano, Alice Coutinho, Rômulo Froes, Rodrigo Campos, Kiko Dinucci, Clima e abre espaços para novas apostas com grande expressão na cena independente, como Edgar, Pedro Loureiro e Luciano Mello. O álbum “Deus É Mulher” é um lançamento da gravadora Deck disponível nas plataformas digitais e também em CD, vinil e cassete.

>> Para ouvir: https://ElzaSoares.lnk.to/DeusEMulherPR

Setlist do show

1. “O Que Se Cala” (Douglas Germano)

2. “Língua Solta” (Alice Coutinho e Romulo Fróes)

3. “Clareza” (Rodrigo Campos)

4. “Dentro De Cada Um” (Luciano Mello e Pedro Loureiro)

5. “Exu Nas Escolas” (Kiko Dinucci e Edgar)

6. “Banho” (Tulipa Ruiz)

7. “Um Olho aberto” (Mariá Portugal)

8. “Hienas na TV” (Kiko Dinucci e Clima)

9. “Credo” (Douglas Germano)

10. “Eu Quero Comer Você” (Alice Coutinho e Romulo Fróes)

11. “Deus Há De Ser” (Pedro Luís)

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

Sobre o autor

David Denis Lobão