Mulheres protagonizam HQs da lista das mais vendidas nos EUA

Por muito tempo as revistas em quadrinhos protagonizadas por mulheres ficavam de lado nos planos das principais editoras dos Estados Unidos. Com o tempo, heroínas e vilãs ganharam seu espaço e entraram nas listas das HQs mais vendidas. Em exemplos recentes tivemos “Arlequina”, na DC, e “Thor” (Jane Foster), na Marvel, por vários meses no ranking da distribuidora Diamound.

Na lista dos quadrinhos mais vendidos de julho, nos EUA, tivemos novamente duas revistas protagonizadas por mulheres:

X-23“, número 1, da editora Marvel, ficou em sétimo lugar entre as revistas que mais lucraram, e em nono lugar entre as que venderam mais unidades. Com preço de US$ 4.99, a publicação tem data de lançamento de 11 de julho de 2018.

A nova série da personagem Laura Kinney mostra os fatos ocorridos com X-23 após o tempo em que usou o nome de Wolverine.

Catwoman“, nova série da DC para a Mulher-Gato, chega com sua primeira edição ocupando o oitavo lugar entre as revistas que mais lucraram, e em sexto lugar entre as que venderam mais unidades.

Com preço de US$ 3.99, a publicação saiu no começo de julho de 2018, mas com data de expediente de setembro de 2018, previsão de recolhimento.

Vale destacar 1: Revistas com o número 1 n capa normalmente vendem bem, mas não é tão simples de uma publicação entrar no TOP 10 só por ser a primeira edição do título. Por mês são lançadas cerca de 80 edições por mês da Marvel, mais uns 80 números da DC e 60 da Image Comics; fora as novidades das editoras menores.

Vale destacar 2: As duas personagens citadas aqui pertencem a universos que normalmente vendem altas tiragens nos EUA. X-23 é do mundo dos X-men e os mutantes estão sempre presentes com boas vendagens. Já a Mulher-Gato orbita Gotham City e as HQs do Batman estão constantemente no TOP 10. Também costumam se sair bem: “Homem-Aranha”, “Star Wars” e “The Walking Dead”.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o autor

David Denis Lobão